Todo cartucho de impressora compatível é igual?

 

IMG_2030 cópia

Não, nem todo cartucho de tinta preta é igual. Assim como nem todos os cartuchos de tintas ciano, amarelo e magenta são iguais. Neste artigo te explicarei as diferenças entre tintas (corantes, pigmentadas e sublimáticas) e cartuchos.

Os cartuchos variam de tempo de uso ou marca (originais, compatíveis e remanufaturados) até categorias  XL e standard). Os cartuchos de impressoras importados e distribuídos pela Dalmeida distribuidora  são todos XL ou seja vem muita mais tinta, são produtos de primeira linha e com isso tem um circuito eletrônico mais resistente evitando assim a queima rotineira do cartucho e aumentando sua vida útil

Tudo pronto? Vamos lá!!! vamos falar também um pouco das tintas dalmeida

Pigmentada x corante x sublimática. Todo cartucho de tinta preta não é igual.

Estes três tipos de tintas podem ser usados em impressoras inkjet. Aprenda do que se trata cada tinta!

Corante.

É a mais comum de se usar. As impressoras que já vêm com cartucho, geralmente vêm com o cartucho de tinta corante.

São tintas adequadas para a impressão de documentos. Sua desvantagem é não ser tão duradoura. Sem proteção UV, se exposta ao sol, a tinta corante se desbota. O fato de não ser à prova d’água também pode ser um problema para você, dependendo do seu uso.

Quer saber se uma folha foi impressa com tinta corante? Faça o teste! Escolha uma folha impressa que não seja tão importante, pois poderá se estragar. Coloque a folha embaixo de uma torneira. Abra a torneira só um pouquinho, com o fluxo de água em gotas. Se a tinta se desmanchar, é corante. Entre as três citadas, a tinta corante é a mais barata.

Pigmentada.

Oferece mais resistência, por contar com proteção UV, ao contrário da tinta corante. Por isso mesmo, é mais recomendada para materiais que estarão mais expostos.

Afinal, se sua ideia é a preservação, não vale a pena economizar. No entanto, a tinta pigmentada não é a ideal para impressão por exemplo de tecidos. Afinal, com poucas lavagens, o desenho no tecido quebraria.

Sublimática.

Antes de qualquer coisa, se as tintas corantes e pigmentadas são compatíveis com um grande número de impressoras, as sublimáticas são mais restritas.

Se certifique se sua impressora pode se adaptar, afinal, não danifique seu equipamento por uma impressão!

A tinta sublimática é a ideal para impressão em tecidos, objetos, etc. Digamos que você quer imprimir a foto de sua filha em uma camisa. A impressão não é feita diretamente na camisa.

Primeiro, se imprime um papel com a foto. Posteriormente, uma máquina chamada prensa térmica passa a imagem do papel para a camisa.

No entanto, se for para imprimir documentos, prefira as tintas corantes ou pigmentadas. Afinal, a qualidade da imagem do documento com as tintas sublimáticas não ficará boa.

Bom, já falamos de tipos de tinta. Continue a leitura! O próximo assunto será mais abrangente: cartucho de tinta!

Originais x compatíveis x remanufaturados.

Os conceitos básicos talvez você conheça. Um cartucho de tinta original é feito pelo mesmo fabricante da impressora. Ou seja, a HP fabrica cartuchos para suas impressoras HP.

Os cartuchos compatíveis são de marcas que não são as da impressora. Os cartuchos remanufaturados são os originas ou compatíveis reaproveitados.

Bom, vamos falar agora, com mais detalhes, as diferenças entre cada cartucho de tinta!

Cartuchos originais.

Estamos falando de impressão inkjet, não é verdade? A HP é tão zelosa com seus cartuchos que deu um nome para diferenciar sua linha das demais. Os cartuchos HP são os “deskjet”.

Logo, ao olhar um cartucho de tinta “deskjet” e não entender se existe uma diferença deste para o inkjet, fique tranquilo. Deskjet é a denominação da HP para suas impressoras e cartuchos inkjet.

Não custa lembrar: as impressoras inkjet imprimem com jatos de tinta, ao contrário das de laser, que ao invés de cartuchos, contam com toners.

Uma diferença que você perceberá nitidamente é a quantidade de tinta suportada pelos cartuchos originais, que é menor.

Uma barreira impede que a capacidade máxima de tinta do cartucho original seja armazenada. Barreira que é removida quando há remanufatura do cartucho original, o que aumenta sua capacidade de armazenamento.

Cartuchos compatíveis.

Por questão de patente, as marcas de cartuchos compatíveis não podem fazer produtos iguais aos originais. Dessa maneira, as cópias tentam se aproximar das características dos cartuchos originais.

A matéria-prima é totalmente nova, ao contrário dos cartuchos remanufaturados. Podem armazenar as  tintas pigmentada, corante ou sublimática.

Cartuchos remanufaturados.

A qualidade dos cartuchos remanufaturados depende da qualidade da tinta a da técnica de recarga utilizada se utilizar tintas dalmeida pode ficar sossegado pois são importadas e passam por rigorosos testes e todas tem garantia contra qualquer anomalia.

 

Na comparação entre dois documentos impressos, um com cartucho de tinta original e outro com cartucho de tinta remanufaturado, ambos com tinta corante preta, pode até não existir tanta diferença.

pois se a tinta for boa e a técnica de recarga for ótima realmente não tem diferença nenhuma

Bom, vamos falar de outras distinções entre cartuchos? Dessa vez, especificamente da HP.

“Everyday” x “XL” x “standard”: qual o melhor cartucho de tinta da HP para você?

Cada um serve para um tipo de propósito e rotina. Vejamos!

Everyday.

 

Disponível apenas na cor preta, o cartucho de tinta everyday é o ideal se você quer imprimir basicamente textos. Isso porque a impressão fica mais fosca e clara. Sua embalagem é preta e cinza. é o chamado cartucho B da HP (ORIGINAL)

XL.

 

Se você quer imprimir muitas coisas com qualidade superior à everyday, o cartucho de tinta XL é o que você deve comprar. Está disponível nas cores preta, ciano, amarela e magenta. E COMPRANDO O CARTUCHO COMPATÍVEL DALMEIDA você ganha mais ainda pois além da qualidade idêntica ao original é muito mais barato e rende muito mais SE QUISER SABER MAIS DO CARTUCHO DALMEIDA CLICK AQUI 

Apesar de ser mais caro que o cartucho everyday, seu rendimento compensa se você for imprimir realmente muita coisa. Sua embalagem é verde.

Standard.

 

O nível de impressão é parecido ao da XL. É o cartucho padrão. Se você não faz uso profissional dos seus impressos, não há problema em contar com o everyday. Afinal, o standard é mais caro por conta da nitidez e visibilidade que serão obtidas na impressão. Isso, claro, na comparação com o everyday.

O cartucho standard está disponível nas cores preta, ciano, amarela e magenta. Sua embalagem é azul.

Para efeito de comparação entre cartuchos de tinta preta compatíveis para a mesma impressora, vamos pegar o n°60 da HP. O cartucho everyday custa R$ 54,90 e conta com 4ml. Já o standard, também com 4ml, custa R$ 84,90. O cartucho XL, por sua vez, vem com 12 ml por R$ 184,90. O triplo de tinta por pouco mais que o dobro do preço do cartucho standard.

Cartuchos de tinta preta com volume de tinta de 4 ml imprimem, em média, 220 páginas padrão. Com o XL, o número de páginas pode chegar a 660! Claro, dependendo de como você faça a impressão. Página padrão é quando se ocupa 5% de uma folha de papel A4 com a impressão.

 

DUVIDAS SOBRE CARTUCHOS, TINTAS, RENDIMENTO DE PAGINA CLICK AQUI e fale com a gente

Toner compatível é bom igual ao original?

Toner compatível é bom? é igual ao original?

O mercado de impressoras oferece inúmeras possibilidades de produtos e serviços. Por isso, muitas vezes, surgem dúvidas de onde investir, a exemplo do toner. Será que o toner compatível é bom? Essa é uma dúvida frequente de diversos consumidores.

Escolher quais são as melhores opções para a manutenção do seu equipamento requer pesquisa e cuidado, não é? Portanto, você deve sempre optar por produtos que vão atender à sua necessidade com eficiência e por um preço justo.

Se você precisa da sua impressora sempre carregada e a postos para o trabalho, estudos e diversas atividades, ela não pode deixá-lo na mão.

O toner compatível é a opção mais vantajosa do mercado. Por quê? Muito simples. O valor do investimento é bem mais baixo do que o de um toner do fabricante(original), com a mesma funcionalidade e impressão impecável. Para quem imprime muitos documentos por dia, essa é a opção mais viável.

Seu tempo de vida depende da frequência de utilização, assim como qualquer outro tipo de toner.

Escolha um toner confiável

Toner Compatível  possui eficiência no serviço, garantindo um desempenho de qualidade e sem danificar o seu aparelho. Na hora de comprar o toner compatível, faça uma escolha consciente e que será de fato econômica. Afinal, componentes de marcas duvidosas e sem credibilidade no mercado podem dar dor de cabeça e, no fim, aposentar a sua impressora.

Um toner 100% confiável e compatível com a sua impressora, o toner Dalmeida possui o mesmo volume de pó e, acredite, o rendimento pode até ser maior do que o toner original da sua impressora.

Vantagens do toner compatível 

  • Custo-benefício

Um excelente custo-benefício é optar pelo toner compatível. O “genérico”  Dalmeida não decepciona no uso diário. É uma decisão inteligente optar por um toner mais barato do que o original e que executa com excelência as mesmas funções, sem surpresas desagradáveis.

  • Qualidade comparável ao original

A qualidade é inquestionável, assim como a de outros serviços e produtos que oferecemos aos nossos clientes. É importante propor soluções e ter variedade para cada bolso e necessidade. Sem dúvidas, é uma compra bem-sucedida.

O toner compatível Dalmeida funciona como qualquer outro toner. Não existe nenhuma exigência ou cuidado especial na hora de recarregar a sua impressora. Se já fez esse processo antes, seja com toner original ou compatível, em um minuto seu equipamento estará pronto para uso.

  • Produto novo, com preço inferior

Embora tenha gente que se confunda, o toner compatível não tem nada de remanufaturado. Ele é um produto novo, inviolado, em que você irá aproveitar o máximo do seu desempenho.

E, se a impressora normal ou multifuncional é indispensável para você, imagine a economia de adquirir um toner mais barato e com qualidade assegurada no final de um mês, seis meses, um ano. Pois é, é um alívio no orçamento, seja de casa ou de materiais de escritório na sua empresa.

  • 100% compatível com a sua impressora

Seu equipamento não corre riscos se você usar produtos 100% compatíveis com ele. Toner compatível bom é aquele que realmente cumpre o que promete: compatibilidade total, sem forçar a impressora e sem oferecer prejuízos a ela com o passar do tempo.

Toner compatível Premium

A Dalmeida Distribuidora trabalha com toner compatível Premium, porque sabe a importância de ter produtos que atendam os seus clientes mais exigentes e que buscam excelentes oportunidades de comprar bem e investir com segurança e tranquilidade.

O produto é de fácil instalação, com eficiência testada e comprovada e com baixo custo de impressão por página.

Faça a pesquisa do mercado e opte por aquele produto que tem o que você precisa e que se encaixa no que pode investir no momento. Se a sua decisão é adquirir um toner compatível Premium para a sua impressora ou para as de sua empresa, saiba que não irá se decepcionar com as opções possíveis.

As empresas têm investido cada vez mais nos suprimentos para informática, entendendo as tendências de mercado e a busca por qualidade. Assim, as ofertas de bons produtos são muitas, e a Dalmeida Distribuidora atesta os materiais que apresenta para os seus consumidores.

O toner compatível, além de bom, pode ser a opção ideal para você. Tem alguma dúvida sobre o uso do toner compatível Dalmeida? Não deixe de entrar em contato. Teremos todo prazer em ajudá-lo.

Fale conosco CLICK AQUI

Seja um Microempreendedor Individual!

Resultado de imagem para como abrir uma mei

Muita gente quer ser o seu próprio  patrão ou seja ser o dono do nariz, mas como fazer isso? é fácil? paga muito imposto?. Para quem quer iniciar um pequeno negócio e pagar pouco imposto existe a MEI, Microempreendedor Individual.

Imagem relacionada

Verifique antes se o negocio encaixa na MEI se for loja de recarga de cartucho ou venda de toner pesquise aqui

Antes de se cadastrar como Microempreendedor Individual, é importante informar-se.

  • Leia os textos sobre o MEI aqui no portal Sebrae ou no Portal do Empreendedor.
  • Se precisar, confira o que diz a Lei Complementar nº 128/2008 e quais são os critérios exigidos para que o empreendedor se enquadre como Microempreendedor Individual.
  • Consulte as Ideias de Negócio do Sebrae e verifique quais são as atividades permitidas para o MEI para certificar-se que seu negócio se enquadra nas ocupações autorizadas.
  • Consulte a prefeitura do seu município a respeito da viabilidade do exercício da sua atividade no endereço que pretende (inclusive para comércio ambulante). Isso pode evitar problemas futuros com a fiscalização. 
  • O conteúdo foi útil para você?

    • Sim
    • Não
      Preencha as informações cadastrais no formulário de inscrição, que está disponível no Portal do Empreendedor. São etapas simples e rápidas de preencher:

      • Para iniciar o processo, você vai precisar inserir números do seu CPF, data de nascimento, título de eleitor ou o recibo da última declaração do imposto de renda, caso tenha declarado nos últimos dois anos. Não é necessário anexar nenhum deles no cadastro.
      • Na segunda etapa, você se identifica. É nesse momento que você pode colocar o nome fantasia da sua empresa.
      • Na terceira, marque as atividades que irá realizar, dentre as permitidas para o MEI. Preencha como ocupação principal aquela que você mais irá exercer. É permitida a inclusão de até outras 15 atividades secundárias. É aí também que você deve marcar onde irá atuar: em casa, em endereço comercial, como ambulante, porta-a-porta, via internet, etc.
      • Na quarta, você coloca o CEP do seu endereço residencial e o CEP de onde irá funcionar a sua empresa.
      • A quinta etapa é para você concordar com algumas declarações, como a opção pelo Simples. Leia tudo atentamente e marque todas as opções.
      • A última etapa é digitar o código de confirmação que você receberá no celular informado. Pronto, você está formalizado!

      Após preencher corretamente todas as etapas, você terá acesso ao Certificado de Condição de Microempreendedor Individual, que contém o seu CNPJ, o registro na Junta Comercial e o alvará provisório de funcionamento.

      Não é necessário anexar nenhum documento durante o processo e, depois de concluído, também não é necessário enviá-los à Junta Comercial.

      Porém, após finalizar o cadastro e se formalizar, é a hora de imprimir e guardar os documentos necessários para comprovar sua formalização e mantê-la em dia:

      O único documento que será necessário obter fora do Portal do Empreendedor é a nota fiscal. Saiba como abaixo.

      O MEI não precisa emitir nota fiscal quando o usuário final for pessoa física. Mas deve apresentar nota quando o destinatário da mercadoria ou serviço for uma outra empresa.

      Para fazer a nota fiscal, siga esses passos:

      • Procure a Secretaria de Fazenda estadual (para as atividades de vendas e/ou serviços de transporte intermunicipal e interestadual) ou do Município (para atividades de prestação serviços e/ou serviços de transporte municipal) para solicitar a Autorização de Impressão de Nota Fiscal – AIDF.
      • Com a autorização, procure uma gráfica para confeccionar os talões (blocos) de notas fiscais.
      • O MEI poderá solicitar às Secretarias de Fazendas estadual ou municipal a emissão de nota fiscal avulsa, impressa ou eletrônica, sempre que necessário, caso não tenha autorizado a emissão dos talões próprios de Notas Fiscais.

      É importante lembrar que o MEI não tem a obrigação de emitir Nota Fiscal Eletrônica-NF-e, conforme prevê  a Resolução do Comitê Gestor do Simples Nacional nº 94/2011.

      Porém, se preferir, tem o direito a realizar a emissão da NF-e, se disponibilizada pelo estado.

      Conheça o curso a distância Microempreendedor Individual, que ensina aos trabalhadores informais a importância de se legalizar e seus benefícios.

      http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/sebraeaz/6-passos-para-a-formalizacao-do-mei,ee64d4361e3c8410VgnVCM2000003c74010aRCRD?gclid=Cj0KCQiAgMPgBRDDARIsAOh3uyLJSmhkoWN3XF9iCcpOsbI585oMKoseQ8vv5cJJE0MGyCiVTh3JVtQaAiLNEALw_wcB

       

    • Para abrir uma MEI DE RECARGA DE CARTUCHO OU VENDA DE TONER COMPATÍVEL PESQUISE BONS FORNECEDORES AQUI

 

 

 

 

Novidades DalmeidaDistribuidora KIT 4 TONER HP M452DW M452DN M477FDW M477FNW M477FDN | CF410 CF411 CF412 CF413 COMPATÍVEL

problemi-con-la-stampante-e1488391739173

Kit com 4 Toner HP CF-410A | CF-411A | CF-412A | CF-413A utilizados nas impressoras HP Laserjet Pro M-452NW, M-452DN, M-452DW, M-477FNW, M-477FDW, M-477FDN, M452, M-452, M-477, M477. Combo HP de excelente qualidade compatível ao original e um ano de garantia em caso de defeito de fabricação, com rendimento de aproximadamente 2.300 páginas cada toner, com 5% de cobertura para folha A4.

Kit Compatível HP Utilizado nas impressoras HP abaixo:
Impressora HP Laserjet Pro M452DN
Impressora HP Laserjet Pro M452NW
Impressora HP Laserjet Pro M452DW
Impressora Multifuncional HP Laserjet Pro M477FNW
Impressora Multifuncional HP Laserjet Pro M477FDW
Impressora Multifuncional HP Laserjet Pro M477FDN

Especificações:
Modelo: CF-410A | CF-411A | CF-412A | CF-413A
Marca: PK | Premium
Cada Toner com rendimento médio de 2.300 impressões para 5% da página A4
Produto 100% Novo, embalado e lacrado.
Garantia: 1 ano se constatado defeito de fabricação.

O Kit acompanha:
– 01 Toner Compatível CF410A Black | Preto
– 01 Toner Compatível CF411A Ciano | Azul
– 01 Toner Compatível CF412A Yellow | Amarelo
– 01 Toner Compatível CF413A Magenta | Vermelho

* Imagem ilustrativa
* Marcas e Modelos citados apenas como referência técnica para utilização correta dos nossos Produtos. Conforme artigo 31 da Lei: 8078 de 11.09.1990

SAIBA MAIS CLICKANDO AQUI

Impressoras HP – Configurar impressora USB (Windows)

Resultado de imagem para impressora hp 2019

Este documento se destina a impressoras HP e computadores com Windows.
Configure a impressora HP para uma conexão de cabo USB  a um computador com Windows. Para obter os recursos mais compatíveis de uma impressora USB conectada, instale o driver completo da HP.

OBSERVAÇÃO:

Se você estiver procurando o driver e o software da impressora, acesse 123.HP.com (impressoras lançadas em 2013 e posteriores) ou Suporte ao cliente HP – Download de software e drivers.

Etapa 1: Preparar para a configuração da impressora

Verifique os requisitos e exclua qualquer versão de impressora instalada do Windows para se preparar para a configuração da conexão USB e a instalação do driver.
  1. Confirme os seguintes requisitos e itens antes de começar:
    • A impressora está ligada e pronta para ser usada.
    • Obtenha um cabo USB com menos de 3m de comprimento.
    • Existe uma porta USB disponível no seu computador: Se você conectar através de um hub USB ou estação de acoplamento, a impressora pode não receber energia suficiente para operar corretamente.
    • Se você conectou o cabo USB ao computador antes de instalar o driver HP, continue com estas etapas para remover a impressora dos dispositivos instalados e ajudar a garantir uma instalação bem-sucedida. Caso contrário, vá para a próxima etapa para instalar o driver.
  2. Desconecte o cabo USB da impressora do computador. Não reconecte o cabo até ser solicitado durante a etapa de instalação do driver.
  3. Procure no Windows por “dispositivos” e, em seguida, clique na configuração do painel de controle Dispositivos e Impressoras nos resultados.
  4. Clique com o botão direito do mouse no ícone do modelo da impressora e clique em Remover dispositivo. Se houver vários ícones representando a impressora, remova todos.
    Remover a impressora de Dispositivos e impressoras
  5. Feche a janela Dispositivos e Impressoras e continue para a próxima etapa.

Etapa 2: Instalar o driver e configurar a conexão

Faça o download e instale o melhor driver de impressão disponível para concluir a conexão USB.
  1. Acesse 123.hp.com, digite o modelo da impressora e siga as instruções na tela para baixar o driver. Dependendo do modelo da sua impressora, o aplicativo de instalação guiada do driver HP Easy Start pode ser baixado.
    • Se um driver ou o HP Easy Start for baixado, siga a exibidas na tela instruções para abrir o download do arquivo e iniciar a configuração. Quando for solicitado a escolher um tipo de conexão, selecione USB. Não é necessário concluir as etapas restantes nesta seção se a instalação for bem-sucedida.
    • Se o download falhar ou a impressora não estiver listada em 123.HP.com, continue com estas etapas para instalar um driver do site da HP.
  2. Vá ao Suporte ao cliente HP – Software e drivers da HP, digite o modelo da impressora, caso seja solicitado, e confirme que a versão do sistema operacional está correta.
  3. Se aparecer a página Vamos identificar o seu equipamento para começar, clique em Impressora, digite o número de modelo da impressora e clique em Enviar.
    A página de resultados de software para sua impressora será exibida com o sistema operacional padrão selecionado.
  4. Se você precisar mudar o sistema operacional, clique em Alterar, selecione sua versão e clique em Alterar.
  5. Sob o título Driver, clique em Download para o pacote de software completo ou clique em Drivers básicos para outras opções de driver.
  6. Quando solicitado pelo instalador para escolher uma opção de conexão de impressora, selecione USB para continuar e concluir a configuração.
  7. Tente imprimir, digitalizar ou enviar um fax, dependendo da funcionalidade da impressora.

Vídeo de configuração de uma impressora conectada por USB com o driver de recursos completos HP

Utilize sempre tintas e cartuchos de boas procedência saber mais CLICK AQUI 

Aproveitem antecipe seus pedidos, vamos entrar em férias coletivas

IMG_2030 (1)

Estivemos juntos o ano todo, mas agora estamos preparando para nossas férias coletivas. Vamos trabalhar até dia 21 de dezembro de 2018 e voltamos no dia 03 de janeiro de 2019 e para você não ficar sem nossos produtos antecipe seus pedidos.

Criar e imprimir etiquetas de endereçamento para uma lista de endereços no Excel

Imagem relacionada

Para enviar uma correspondência em massa para uma lista de endereços mantida em uma planilha do Microsoft Office Excel, você pode usar a mala direta do Microsoft Office Word. O processo de mala direta cria uma folha de etiquetas de endereçamento que podem ser impressas, e cada etiqueta na folha inclui um endereço da lista.

Para criar e imprimir as etiquetas de endereçamento, primeiro você deve preparar os dados da planilha no Excel e depois usar o Word para configurar, organizar, revisar e imprimir as etiquetas de endereçamento. Quando for usar as etiquetas de endereço para enviar uma correspondência em massa para sua lista de endereços, poderá usar a mala direta para criar uma folha de etiquetas de endereços. Cada etiqueta inclui um endereço da sua lista.

O processo de mala direta inclui as seguintes etapas gerais:

  1. Preparar os dados da planilha do Excel para a mala direta    Antes de começar o processo de mala direta, a lista de endereços deve corresponder à estrutura tabular exigida pela mala direta.
  2. Configurar as etiquetas para a mala direta no Word    Configure o layout das etiquetas uma vez, para todas as etiquetas na mala direta. Em uma mala direta, o documento que você usa para fazer isso é chamado de documento principal. No documento principal da etiqueta, também é possível configurar qualquer conteúdo que deseja repetir em cada etiqueta, como o logotipo da empresa ou o endereço do remetente nas etiquetas de remessa.
  3. Conectar as etiquetas aos dados da planilha    Sua lista de endereços é a fonte de dados usada pelo Microsoft Word na mala direta. Nesse caso, é uma planilha do Excel que inclui os endereços para imprimir nas etiquetas.
  4. Refinar a lista de destinatários para incluir nas etiquetas    O Word gera uma etiqueta para cada endereço na sua lista de endereçamento. Para gerar etiquetas apenas para determinados endereços na lista de endereçamento, você poderá escolher quais endereços, ou registros, serão incluídos.
  5. Adicionar espaços reservados, chamados de campos de mala direta, às etiquetas    Quando a mala direta é executada, os respectivos campos são preenchidos com as informações da lista de endereços.
  6. Visualizar, concluir a mesclagem e imprimir as etiquetas    É possível visualizar cada etiqueta antes de imprimir todo o conjunto.
  7. Salvar as etiquetas para uso futuro

Dica: Se o Microsoft Office Access estiver instalado no seu computador, você pode exportar em vez disso, sua lista de endereços do Excel para o Access e, em seguida, usar o Access para criar e imprimir etiquetas de endereçamento. Para obter mais informações, consulte mover dados do Excel para o Access e criar etiquetas de endereçamento no Access.

Etapa 1: Preparar os dados da planilha do Excel para a mala direta

No Excel, a lista de endereços deve corresponder à estrutura tabular exigida pela mala direta.

  1. Em uma planilha, faça o seguinte para organizar a lista de endereços:
    1. Use cabeçalhos de coluna que identifiquem claramente o tipo de dados de cada coluna.

      Dica: Por exemplo, use cabeçalhos de coluna como NomeSobrenomeEndereço e Cidade, em vez de Coluna 1Coluna 2Coluna 3 e Coluna 4.

    2. Use uma coluna separada para cada elemento que você deseja incluir na mala direta.

      Dica: Se você armazena nomes e sobrenomes em colunas separadas, poderá também usar a mala direta para criar cartas modelo endereçadas ao nome de cada destinatário. É possível também adicionar uma coluna separada para o título, como Sr. ou Sra.

    3. Inclua somente linhas e colunas que contenham dados. Não inclua linhas ou colunas em branco na lista de endereços, pois a lista de etiquetas criada poderá não ser preenchida além das linhas e colunas em branco quando você configurar as etiquetas para a mala direta no Word.
  2. Para localizar e selecionar a lista de endereços durante a mala direta, faça o seguinte para definir um nome para a lista de endereços:
    1. Na planilha, selecione a lista de endereços inteira, incluindo as células que contêm cabeçalhos de coluna.
    2. Na guia Fórmulas, no grupo Nomes Definidos, clique em Definir Nome.Grupo Células na guia Página Inicial
    3. Na caixa Nome, digite um nome para a lista de endereços, como Cartões_Festivos, e clique em OK.

      Dica: O primeiro caractere de um nome deve ser uma letra, e você não pode usar um espaço entre as palavras. Em vez de espaço, use um caractere de sublinhado (_).

  3. Salve e feche a pasta de trabalho.

Início da Página

Etapa 2: Configurar as etiquetas para a mala direta no Word

Configure o layout das etiquetas apenas uma vez, para todas as etiquetas da mala direta. Em uma mala direta, o documento configurado para o layout é conhecido como o documento principal de etiquetas. Nesse documento, também é possível configurar qualquer conteúdo que deseja repetir em cada etiqueta, como o logotipo da empresa ou o endereço do remetente nas etiquetas de remessa.

Possivelmente, você já tem um pacote de folhas de etiquetas de um fornecedor como Avery, AOne ou Formtec. Cada folha tem um determinado tamanho e inclui uma quantidade específica de etiquetas com dimensões predefinidas.

Para configurar o documento principal de etiquetas, faça a correspondência de suas dimensões com as dimensões das etiquetas nas planilhas que você pretende usar.

  1. Inicie o Word.Por padrão, um documento em branco é aberto. Deixe-o aberto. Se você o fechar, os comandos da próxima etapa não estarão disponíveis.
  2. Na guia Correspondências, no grupo Iniciar Mala Direta, clique em Iniciar Mala Direta.Faixa de Opções do Office 2010
  3. Clique em Etiquetas.
  4. Na caixa de diálogo Opções de Etiqueta, você tem diversas opções.Caixa de diálogo Opções de Etiqueta1. O tipo de impressora que você está usando para imprimir as etiquetas.

    2. O fornecedor que produziu suas folhas de etiquetas.

    3. O número que corresponde ao número de produto listado no pacote de folhas de etiquetas.

  5. Em Informações da impressora, clique no tipo de impressora que você usará para imprimir as etiquetas.
  6. Na lista Fornecedores de etiquetas, clique no nome da empresa que fez as folhas de etiquetas que você está usando.
  7. Na lista Número do produto, clique no número do produto que está listado na caixa de folhas de etiquetas.O número do produto para minhas folhas de etiquetas não corresponde a nenhuma das opções na caixa de diálogo Opções de Etiqueta.Ainda é possível imprimir seus etiquetas. É necessário apenas fazer algumas personalizações.
    1. Meça as etiquetas da folha que você possui e anote as medidas e quantas etiquetas cabem em uma única folha.

      Observação: Meça as etiquetas com cuidado. O tamanho real da etiqueta deve ser menor que o tamanho indicado pelo fabricante da etiqueta. Por exemplo, uma etiqueta de 2,5 cm por 5 cm deve ser na verdade 2,3 cm de altura e 4,92 cm de largura.

    2. Na lista Número do produto, selecione um tipo de etiqueta semelhante em tamanho às suas etiquetas.Se você não vir o tipo de etiqueta que deseja na caixa Número do produto talvez possa usar outra das etiquetas listadas, ou criar um novo tamanho personalizado.
    3. Clique em Detalhes e, em seguida, compare as dimensões da etiqueta e o número de etiquetas por folha (para etiquetas impressas a laser e em impressoras a tinta) ou o número de colunas no formulário de etiquetas (para etiquetas impressas em impressoras matriciais).

    4. Proceda de uma das seguintes maneiras:
      • Se as dimensões e o layout corresponderem às suas etiquetas, use a etiqueta selecionada.
      • Caso contrário clique em Cancelar e continue com a etapa 5.
    5. Na caixa de diálogo Opções de Etiqueta, clique no tipo de impressora (Impressoras de alimentação contínua ou Impressoras de páginas) e, em seguida, clique em Nova Etiqueta.
    6. Digite um nome na caixa Nome da etiqueta, selecione altura, largura, margens e outras opções para a etiqueta personalizada e clique em OK.

    A nova etiqueta aparece na categoria Outra/Personalizada. Na próxima vez que você usar suas etiquetas personalizadas, lembre-se de selecionar Outra/Personalizada na lista Fornecedores de etiquetas.

    1. clique em Exibir Linhas de Grade.Após selecionar as opções de etiqueta que deseja, clique em OK.O Word cria um documento que usa uma tabela para dispor as etiquetas. Caso não apareçam linhas separando as etiquetas no layout, clique na guia Layout em Ferramentas de Tabela e, no grupo Tabela,

    2. clique em Exibir Linhas de Grade.
    3. SE PRECISAR DE TONER OU CARTUCHO PARA SUA IMPRESSORA    CLICK AQUI

Interromper e retomar uma mala direta

Se precisar interromper o trabalho em uma mala direta, você poderá salvar o documento principal de etiquetas no qual está trabalhando e retomar o trabalho posteriormente. O Word retém as informações de campos e fontes de dados no documento salvo. Se você estava usando o painel de tarefas Mala Diretaquando interrompeu o trabalho na mala direta, o Word retornará para o mesmo lugar no painel de tarefas quando você retomar o trabalho.

  1. Quando estiver pronto para retomar a mala direta, abra o documento principal de etiquetas que foi salvo.O Word exibe uma caixa de mensagem para confirmar que você deseja abrir o documento e executar um comando SQL (o comando SQL conecta o Word ao arquivo de origem do Excel).
  2. Clique em Sim para conectar-se ao arquivo de origem do Excel e recuperar sua lista de endereços.O texto do documento principal de etiquetas, juntamente com quaisquer campos inseridos, será exibido.
  3. Clique na guia Correspondências e reinicie seu trabalho.

Início da Página

Etapa 3: Conectar as etiquetas aos dados da planilha

Para mesclar as informações de endereço nas etiquetas, conecte as etiquetas à planilha que contém a lista de endereços.

  1. Se esta é a primeira vez que você se conecta a uma planilha, faça o seguinte:
    1. No menu Arquivo, clique em Opções.
    2. Clique em Avançado.
    3. Vá até a seção Geral e marque a caixa de seleção Confirmar conversão de formato de arquivo ao abrir.
    4. Clique em OK.
  2. Com o documento principal da mala direta aberto, no grupo Iniciar Mala Direta na guia Correspondências, clique em Selecionar Destinatários e, em seguida, clique em Usar Lista existente.Faixa de Opções do Office 2010
  3. Localize a planilha do Excel na caixa de diálogo Selecionar Fonte de Dados e clique duas vezes nela.
  4. Na caixa de diálogo Confirmar a Fonte de Dados, clique em Planilhas do MS Excel por meio do DDE (*.xls) e, em seguida, clique em OK.

    Observação: Caso Planilhas do MS Excel via DDE (*.xls) não apareça na lista, marque a caixa de seleção Mostrar tudo.

  5. Na caixa de diálogo Microsoft Office Excel, para Nome ou intervalo de células, selecione o intervalo de células ou a planilha que contém as informações a serem mescladas e clique em OK.

Observação: Agora as etiquetas estão conectadas aos dados da planilha, mas a folha de etiquetas ainda está em branco. Se necessário, você pode definir a lista de destinatários, conforme descrito na etapa 4, ou começar a popular as etiquetas com espaços reservados para as informações de endereço, conforme descrito na etapa 5.

Início da Página

Etapa 4: Refinar a lista de destinatários para incluir nas etiquetas

O Word gera uma etiqueta para cada endereço na sua lista de endereçamento. Para gerar etiquetas apenas para determinados endereços na lista de endereçamento, você pode escolher quais endereços (registros) serão incluídos.

Para restringir a lista de destinatários ou usar um subconjunto dos registros no arquivo de dados, faça o seguinte:

  1. Na guia Correspondências, no grupo Iniciar Mala Direta, clique em Editar Lista de Destinatários.Faixa de Opções do Office 2010
  2. Na caixa de diálogo Destinatários da Mala Direta, siga um destes procedimentos:
    • Selecionar registros individuais    Este método é mais útil quando a lista é pequena. Marque as caixas de seleção ao lado dos destinatários a serem incluídos e desmarque as caixas de seleção ao lado dos destinatários a serem excluídos.

      Dica: Se você tiver certeza de que vai incluir apenas alguns registros na mala direta, desmarque a caixa de seleção na linha de cabeçalho e selecione apenas os registros desejados. Da mesma forma, para incluir a maior parte da lista, marque a caixa de seleção na linha de cabeçalho e desmarque as caixas de seleção dos registros que não deseja incluir.

    • Classificar registros    Clique no título da coluna que você vai classificar. O Word classifica a lista em ordem alfabética crescente (de A a Z). Clique no título da coluna novamente para classificar a lista em ordem alfabética decrescente (de Z a A).Para especificar opções de classificação mais avançadas, clique em Classificar em Refinar lista de destinatários e selecione as preferências de classificação na guia Classificar os Registros da caixa de diálogo Filtrar e Classificar. Por exemplo, você pode especificar que os endereços dos destinatários sejam classificados em ordem alfabética pelo sobrenome em cada CEP, e que os CEPs sejam listados em ordem numérica.
    • Filtrar registros    Este método é útil quando a lista inclui registros que você não deseja ver nem incluir na mala direta. Após filtrar a lista, você poderá marcar ou desmarcar as caixas de seleção para incluir ou excluir registros específicos.Para filtrar os registros, faça o seguinte:
      1. Em Refinar lista de destinatários, clique em Filtrar.
      2. Na guia Filtrar os Registros da caixa de diálogo Opções de Consulta, selecione os critérios a serem usados para filtrar os registros.Por exemplo, para gerar etiquetas somente para os endereços da Austrália, clique em País ou Regiãona lista CampoIgual a na lista Comparação e Austrália na lista Comparar com.
      3. Para refinar ainda mais o filtro, clique em E ou Ou e selecione mais critérios.Por exemplo, para gerar etiquetas somente para empresas em Munique, especifique os registros cujo campo Cidade contenha Munique e cujo campo Nome da Empresa não esteja em branco. Se você usar Ou em vez de E nesse filtro, sua mala direta incluirá todos os endereços de Munique, além de todos os endereços que incluem um nome de empresa, seja qual for a cidade.

Se tiver instalado um software de validação de endereço em seu computador, você poderá clicar em Validar endereços na caixa de diálogo Destinatários da Mala Direta para validar os endereços dos destinatários.

Início da Página

Etapa 5: Adicionar espaços reservados (campos de mala direta) às etiquetas

Após conectar suas etiquetas à sua lista de endereços, você estará pronto para adicionar espaços reservados que indicam onde os endereços aparecerão em cada etiqueta. Você também pode digitar o texto que deseja repetir em cada etiqueta, como o logotipo da empresa ou o endereço do remetente em uma etiqueta de remessa.

Os espaços reservados para os endereços são chamados de campos de mala direta. Quando a mala direta é executada, os respectivos campos são preenchidos com as informações da lista de endereços. Os campos de mala direta no Word correspondem aos cabeçalhos de coluna na planilha do Excel.

Arquivo de dados com colunas (categorias) e linhas (registros)

1. As colunas em um arquivo de dados representam categorias de informações. Os campos de mala direta que você adiciona às etiquetas são espaços reservados para essas categorias.

2. As linhas em um arquivo de dados representam registros de informações. O Word gera uma etiqueta para cada registro quando você executa uma mala direta.

Ao colocar um campo de mala direta na etiqueta original configurada no documento principal de etiquetas, você indica que determinada categoria de informações, como nome ou endereço, deve aparecer nesse local.

Campos inseridos em um documento do Word

Observação: Quando você insere um campo de mala direta no documento principal de etiquetas, o nome do campo é sempre delimitado por sinais de divisas (« »). Esses sinais não aparecem nas etiquetas finais — eles apenas ajudam a distinguir os campos no documento principal de etiquetas do texto normal.

O que ocorre ao mesclar

Quando você realiza a mala direta, as informações da primeira linha no arquivo de dados substituem os campos da primeira etiqueta. Em seguida, as informações da segunda linha no arquivo de dados substituem os campos da segunda etiqueta e assim por diante.

Mesclando informações do arquivo de dados em uma etiqueta

Trabalhando com campos: exemplos

Ao criar etiquetas, você pode vincular qualquer título de coluna do arquivo de dados a um campo em uma etiqueta.

Por exemplo, suponha que sua lista de endereçamento seja para assinantes do seu boletim informativo e que seu arquivo de dados inclua uma coluna chamada DataDeExpiração, que armazena a data de expiração de cada assinatura. Se você inserir um campo «DataDeExpiração» no documento principal de etiquetas antes de executar a mesclagem, cada assinante verá sua própria data de expiração na sua etiqueta de endereçamento.

É possível combinar os campos e separá-los com sinais de pontuação. Por exemplo, para criar um endereço, você pode configurar os campos no documento principal de etiquetas da seguinte maneira:

«Nome» «Sobrenome»

«Endereço»

«Cidade», «Estado» «Código postal»

Para combinações usadas com frequência, como blocos de endereço e linhas de saudação, o Word dispõe de campos compostos que agrupam uma série de campos. Por exemplo, o campo Bloco de Endereço é uma combinação de diversos campos, incluindo nome, sobrenome, endereço, cidade e CEP.

Elementos no campo Bloco de Endereço

É possível personalizar o conteúdo de cada um desses campos compostos. Por exemplo, no endereço, é possível selecionar um formato de nome formal (Sr. Carlos Lacerda). Na saudação, você pode preferir usar “Para” em vez de “Prezado”.

Mapear os campos de mala direta para o seu arquivo de dados

Para garantir que o Word encontre uma coluna no arquivo de dados que corresponda a cada elemento do endereço, talvez seja necessário mapear os campos de mala direta no Word para as colunas na planilha do Excel.

Para mapear os campos, clique em Coincidir Campos no grupo Gravar e Inserir Campos da guia Correspondências.

Faixa de Opções do Office 2010

A caixa de diálogo Coincidir Campos é exibida.

Caixa de diálogo Coincidir Campos

Os elementos de um endereço são listados à esquerda. Os títulos de coluna do arquivo de dados são listados à direita.

O Word procura a coluna que melhor corresponde a cada elemento. Como mostra a ilustração, o Word fez automaticamente a correspondência entre a coluna Título do arquivo de dados e o Título Honorário, mas não conseguiu fazer a correspondência dos outros elementos, como Segundo Nome.

Na lista à direita, é possível selecionar a coluna do arquivo de dados que corresponde ao elemento da esquerda. Não importa se o Identificador Exclusivo não corresponde ao Segundo Nome, pois a etiqueta de mala direta não tem que usar cada campo. Se você adicionar um campo sem dados do seu arquivo de dados, ele aparecerá no documento mesclado como um espaço reservado vazio — geralmente, uma linha em branco ou um bloco de espaço vazio.

Digitar o conteúdo e adicionar os espaços reservados ou os campos

  1. Na etiqueta inicial que você configurou (no documento principal de etiquetas), digite o conteúdo que deseja que apareça em cada etiqueta.Para adicionar uma imagem, como um logotipo, clique em Imagem no grupo Ilustrações na guia Inserir.
  2. Clique onde deseja inserir o campo.
  3. Use o grupo Gravar & Inserir Campos na guia Correspondências.Faixa de Opções do Office 2010
  4. Adicione qualquer uma das seguintes opções:Bloco de Endereço com nome, endereço e outras informações
    1. Clique em Bloco de Endereço.
    2. Na caixa de diálogo Inserir Bloco de Endereço, selecione os elementos do endereço que deseja incluir e os formatos que deseja aplicar e clique em OK.
    3. Se a caixa de diálogo Coincidir Campos aparecer, isso significa que o Word não conseguiu localizar algumas das informações necessárias para preencher o bloco de endereço. Clique na seta ao lado de (não correspondente) e selecione o campo da fonte de dados que corresponde ao campo necessário para a mala direta.

    Campos individuais

    É possível inserir informações de campos individuais, como nome, número de telefone ou o valor de uma contribuição em uma lista de doadores. Para adicionar rapidamente um campo do arquivo de dados ao documento principal de etiquetas, clique na seta ao lado de Inserir Campo de Mesclagem e clique no nome do campo.

    Para inserir outros campos opcionais no documento, faça o seguinte:

    1. Na guia Correspondências, no grupo Gravar e Inserir Campos, clique em Inserir Campo de Mesclagem.
    2. Na caixa de diálogo Inserir Campo de mesclagem, execute uma das seguintes ações:
      • Para selecionar os campos de endereço que corresponderão automaticamente aos campos da fonte de dados, mesmo se os nomes desses campos não forem iguais aos do Word, clique em Campos de Endereço.
      • Para selecionar os campos que sempre pegam os dados diretamente de uma coluna no seu arquivo de dados, clique em Campos de Banco de Dados.
    3. Na caixa Campos, clique no campo que deseja.
    4. Clique em Inserir e, em seguida, clique em Fechar.
    5. Se a caixa de diálogo Coincidir Campos aparecer, isso significa que o Word não conseguiu localizar algumas das informações necessárias para inserir o campo. Clique na seta ao lado de (não correspondente) e selecione o campo da fonte de dados que corresponde ao campo necessário para a mala direta.

      Observação: Se você inserir um campo da lista Campos de Banco de Dados e depois alternar para uma fonte de dados que não contém uma coluna com o mesmo nome, o Word não conseguirá inserir as informações desse campo no documento mesclado.

    Campos personalizados dos contatos do Microsoft Office Outlook

    A única maneira de incluir campos de contato personalizados em seu documento principal é iniciar a mala direta a partir do Outlook. Primeiro configure um modo de exibição de seus contatos com os campos que deseja usar na mesclagem. Em seguida, inicie a mala direta. Após escolher as configurações que deseja, o Word inicia automaticamente e você pode completar a mesclagem.

    Defina um modo de exibição de seus contatos que inclua os campos personalizados

    1. Nos Contatos do Outlook, no menu Exibir, clique em Alterar Modo de Exibição e, em seguida, clique em Lista.
    2. Clique com o botão direito do mouse no título de uma coluna e, em seguida, clique em Seletor de Campos no menu de atalho.
    3. Na lista suspensa na parte superior da caixa de diálogo Seletor de Campos, selecione Campos do usuário na pasta.
    4. Arraste o campo que deseja adicionar da caixa de diálogo para os títulos de coluna. Uma pequena seta vermelha o ajuda a posicionar o campo no local desejado.
      Arrastando o campo personalizado do Seletor de Campos para o modo de exibição de pasta Contatos

Observação: É possível adicionar um novo campo na caixa de diálogo Seletor de Campos clicando em Novo na parte inferior.

 

  • Após você adicionar todos os seus campos personalizados ao modo de exibição, feche a caixa de diálogo Seletor de Campos.
  • Para remover um campo que você não deseja incluir na mala direta, clique no nome do campo no título da coluna no Modo de exibição de lista e arraste-o para fora do título da coluna.Executar a mala direta pelo Outlook
  • Nos Contatos do Outlook, selecione os contatos individuais mantendo pressionada a tecla SHIFT e clicando para selecionar um intervalo ou mantendo pressionada a tecla CTRL e clicando para selecionar individualmente. Se quiser incluir todos os contatos visíveis no momento no modo de exibição, não clique em nenhum contato.
  • Na guia Página Inicial, clique em Mala Direta.
  • se você selecionar contatos individuais para incluir na mala direta, clique em Somente os contatos selecionados. Se quiser incluir todos os contatos visíveis no momento no modo de exibição, clique em Todos os contatos no modo de exibição atual.
  • Se você configurou o Modo de exibição de lista para exibir exatamente os campos que deseja usar na mala direta, clique em Campos do contato no modo de exibição atual. Caso contrário, clique em Todos os campos do contato para tornar todos os campos de contato disponíveis na mala direta.
  • Se você quiser gerar um novo documento principal para a mala direta, clique em Novo documento. Caso contrário, clique em Documento existente e, em seguida, clique em Pesquisar para localizar o documento para usar como o documento principal.
  • Se quiser salvar os contatos e os campos selecionados de modo que possam ser usados novamente, marque a caixa de seleção Arquivo permanente e, em seguida, clique em Pesquisar para salvar o arquivo. Os dados são salvos em um documento do Word como dados delimitados por vírgula.
  • Em Tipo de documento, clique em Etiquetas de Endereçamento.
  • Clique em OK. Quando o documento for aberto no Word, na guia Correspondências no grupo Gravar e Inserir Campos, clique na seta ao lado de Inserir Campo de Mesclagem e, em seguida, clique nos campos que deseja adicionar ao documento principal de etiquetas.
  • Quando terminar de configurar a primeira etiqueta da maneira desejada, no grupo Gravar e Inserir Campos, clique em Atualizar Etiquetas.O Word replica o layout da primeira etiqueta para todas as outras etiquetas.

 

  • Não é possível digitar os caracteres de campo de mesclagem («« »» ) manualmente nem usar o comando Símbolo no menu Inserir do Word. Você deve usar a mala direta.
  • Se os campos de mesclagem aparecerem entre chaves, como em {MERGEFIELD Cidade }, o Word estará exibindo códigos de campo em vez de resultados de campo. Isso não afeta a mala direta, mas para exibir os resultados, clique com o botão direito do mouse no código de campo e depois clique em Alternar Códigos de Campo.

Formatar os dados mesclados

Programas de banco de dados e de planilhas, como o Access e o Excel, armazenam as informações digitadas em células como dados brutos. A formatação que você aplica no Access ou no Excel, como fontes e cores, não é armazenada com os dados brutos. Quando você mescla informações de um arquivo de dados a um documento do Word, está mesclando os dados brutos sem a formatação aplicada.

Para formatar os dados no documento, selecione o campo de mala direta e formate-o, da mesma forma que em qualquer texto. Verifique se a seleção inclui os caracteres de divisa (« ») que delimitam o campo.

Início da Página

Etapa 6: Visualizar e imprimir as etiquetas

Após adicionar os campos à etiqueta original configurada no documento principal de etiquetas, você estará pronto para visualizar os resultados da mala direta. Quando estiver satisfeito com a visualização, conclua a mala direta e imprima as etiquetas. É possível salvar o documento principal de etiquetas para uso futuro.

Visualizar a mala direta

É possível visualizar suas etiquetas e fazer alterações antes de realmente completar a mesclagem.

Para visualizar, faça um dos seguintes no grupo Visualizar Resultados da guia Correspondências:

Imagem da Faixa de Opções do Word

  • Clique em Visualizar Resultados.
  • Passe pelas páginas de cada etiqueta usando os botões Próximo Registro e Registro Anterior no grupo Resultados da Visualização na guia Correspondências.
  • Visualize um documento de etiquetas específico clicando em Localizar Destinatário.

Observação: Clique em Editar Lista de Destinatários no grupo Iniciar Mala Direta da guia Correspondências para abrir a caixa de diálogo Destinatários da Mala Direta, na qual é possível filtrar a lista ou remover destinatários da mala direta, caso haja registros que não deseja incluir.

Imagem da Faixa de Opções do Word

Observação: O Word usa uma tabela para dispor uma folha de etiquetas na página. À medida que você passa pelas etiquetas, o registro ativo é exibido na primeira célula da tabela, com os registros seguintes exibidos nas células subsequentes.

Concluir a mala direta

Para imprimir as etiquetas, faça o seguinte:

  1. Na guia Correspondências, no grupo Concluir, clique em Concluir e Mesclar e clique em Imprimir Documentos.Imagem da Faixa de Opções do Word
  2. Especifique se a impressão vai ser de todo o conjunto de etiquetas, somente da etiqueta que está visível no momento ou de um subconjunto específico de etiquetas.

Para alterar etiquetas individuais, faça o seguinte:

  • Na guia Correspondências, no grupo Concluir, clique em Concluir e Mesclar e clique em Editar Documentos Individuais.Imagem da Faixa de Opções do Word
  • Especifique se a edição vai ser de todo o conjunto de etiquetas, somente da etiqueta que está visível no momento ou de um subconjunto específico de etiquetas. O Word salva as etiquetas que você deseja editar em um arquivo separado.

Início da Página

Etapa 7: Salvar as etiquetas para uso futuro

Lembre-se de que as etiquetas mescladas que você salva são separadas da etiqueta original configurada no documento principal de etiquetas. É recomendável salvar o documento principal de etiquetas se você pretende usá-lo em outra mala direta.

Ao salvar o documento principal de etiquetas, você também salva sua conexão com o arquivo de dados. Na próxima vez que abrir esse documento, o Word solicitará a você para especificar se vai ou não mesclar as informações do arquivo de dados ao documento principal de etiquetas novamente.

  • Clique em Sim para abrir o documento com as informações do primeiro registro mesclado.
  • Clique em Não para que o Word interrompa a conexão entre o documento principal de etiquetas e o arquivo de dados, reformate o documento principal de etiquetas como um documento padrão do Word e substitua os campos pelas informações exclusivas do primeiro registro.

http://www.dalmeida.com.br

Tinta de impressora é tóxica? faz mal a sáude?

Diariamente, muitas pessoas usam e são expostas à tinta de impressora. No entanto, poucos sabem do que elas são feitas e se os seus ingredientes são tóxicos.

Toxicidade

A boa notícia é que, embora a tinta da impressora possa ter alguma toxidade , se ingerida, ela não é fatal. Na maioria dos casos, nem sequer é necessário consultar um médico. Se a tinta manchar sua pele, ela não é mais nociva do que desenhar em si mesmo com uma caneta. Mas mesmo assim é recomendável não deixar ao alcance de crianças e animais.

SAIBA MAIS SOBRE TINTAS CLICKANDO AQUI 

Composição da tinta de impressora

Tintas de impressora são uma combinação de umectantes, resinas, fungicidas, biocidas e surfactantes destilados. Elas podem ser à base de corantes ou de pigmentos. As pessoas geralmente preferem tintas pigmentadas , já que são à prova d’água e resistem ao desbotamento. Tintas à base de corantes, embora tenham cores mais brilhantes, demoram para secar e tendem a desaparecer mais rapidamente.

Descarte de cartuchos

Apesar das tintas de impressora serem atóxicas quando entram em contato com a pele ou se ingeridas, elas podem ser perigosas depois de descartadas, devido aos vários produtos químicos nelas contidos. Esses produtos químicos são muitas vezes considerados inflamáveis, corrosivos ou reativos, e maior parte do material de segurança fornecido pelos fabricantes de tinta de impressora inclui dicas para a eliminação segura desses produtos.

Programas de reciclagem

Existem muitos programas de reciclagem de cartuchos. Serviços disponíveis vão desde a eliminação segura simples e da reciclagem de cartuchos ao reembolso, programas de recompra e troca. Uma forma de reciclar e / ou eliminar de forma segura os seus cartuchos de tinta de impressora é contatar diretamente o fabricante, uma vez que a maioria deles tem programas em vigor e até mesmo fornece uma caixa para envio de seus cartuchos velhos.

Reutilização e reciclagem

Embora a tinta de impressora não seja tóxica, ela ainda pode liberar produtos químicos tóxicos para o meio ambiente se não for descartada adequadamente. Esse é um motivo para descartar os cartuchos corretamente e reciclar sempre que possível.

QUER SABER SOBRE TINTAS? FALE COM A GENTE CLICK AQUI

DIA MUNDIAL DA PROPAGANDA

ddddd

Dia Mundial da Propaganda é comemorado anualmente em 4 de dezembro.

A propaganda é uma das ferramentas primordiais para a sobrevivência de um negócio, seja comercial, de bens ou de serviços. Afinal, como já diz o famoso ditado: “a propaganda é a alma do negócio

Esta data foi criada em homenagem ao primeiro congresso que reuniu profissionais ligados à publicidade e propaganda, em 4 de dezembro de 1936, na cidade de Buenos Aires.

Em 1937, esta data passou a ser celebrada como o Dia Pan-Americano da Propaganda. O reconhecimento como o Dia Mundial da Propaganda chegou apenas a partir de 1970.